O que é o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) e porque ele é essencial para sua IES?

plano de desenvolvimento institucional

Sumário

Para que a educação continue a caminhar em direção ao futuro é fundamental que as Instituições de Ensino Superior tenham um bom planejamento a curto, médio e longo prazo.

Também é importante que o MEC (Ministério da Educação) fiscalize e delimite regras para a execução das atividades por parte das Instituições de Ensino.

Para viabilizar tanto o planejamento das IES quanto a fiscalização do MEC, existe um documento chamado Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI).

Neste texto, você entenderá no que consiste o PDI, qual a sua importância e como ele ajuda a garantir que a sua IES esteja mais próxima da educação do futuro.

O que é o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI)?

O Plano de Desenvolvimento Institucional é um documento exigido pelo MEC, onde a Instituição de Ensino Superior deve detalhar o seu planejamento estratégico, suas metas e objetivos, além dos métodos que serão adotados para alcançá-los.

Além disso, o documento também deve contar com informações como a missão, visão e valores da Instituição, bem como os princípios que norteiam a filosofia da IES.

Por fim, o PDI deve deixar claras as diretrizes pedagógicas que orientam as ações da IES, a sua estrutura organizacional e as atividades acadêmicas que ela pretende desenvolver.

Como ele funciona?

Segundo as regras estabelecidas pelo MEC, o Plano de Desenvolvimento Institucional tem validade de 5 anos.

Isso quer dizer que todas as atividades, filosofias, reestruturações e planejamentos que a Instituição de Ensino Superior deseje implementar durante este período devem estar previstas no PDI.

O plano deve ser elaborado de maneira clara, concisa e condizente com a realidade da IES. Depois de elaborado, o plano deve ser sempre observado e seguido à risca.

O não envio do Plano de Desenvolvimento Institucional ao MEC pode acarretar em sérios problemas para a IES, como por exemplo, a não autorização de cursos e o não credenciamento da Instituição para aulas EAD.

O que é e porque é necessário o cadastro de uma IES no MEC?

Atualmente, o cadastro da Instituição de Ensino Superior no MEC é um dos pré-requisitos para que a IES possa fazer parte de uma das tendências da educação do futuro: as aulas EAD.

Sem esse credenciamento, a IES não receberá a autorização para fornecer conteúdo a distância, o que significa uma grande perda de mercado, já que desde 2019 o número de alunos matriculados na modalidade EAD supera o de cursos presenciais.

Da mesma forma, o Plano de Desenvolvimento Institucional é pré-requisito para o cadastro da IES no MEC seja aprovado.

Entenda melhor o processo de credenciamento de Instituições de Ensino Superior no MEC para cursos EAD!

Acesse o site oficial do Governo Federal para solicitar o credenciamento da sua IES!

O que deve constar no meu PDI?

plano de desenvolvimento institucional

Agora que já ficou clara a importância do Plano de Desenvolvimento Institucional, vamos detalhar melhor o que deve constar neste documento.

A princípio, ele deve ser elaborado de acordo com a realidade de cada Instituição de Ensino Superior e conter estratégias para transformar essa realidade, buscando uma educação cada vez mais de excelência.

Sendo assim, é natural que o PDI de cada IES tenha suas próprias características, porém, para garantir que os pontos principais sejam sempre contemplados, o MEC estabeleceu alguns eixos essenciais.

Quais os eixos essenciais do Plano de Desenvolvimento Institucional?

  • Perfil Institucional: um breve histórico da IES, sua missão, áreas de atuação acadêmica, metas e políticas de ensino.
  • Gestão Institucional: informações sobre a organização administrativa, gestão pessoal e políticas de atendimento aos discentes.
  • Organização Acadêmica: planejamento didático-pedagógico da IES, cursos ofertados (presenciais e a distância), programas de extensão e pesquisa.
  • Aspectos financeiros e orçamentários: demonstração de sustentabilidade financeira, estratégia de gestão econômica, planos de investimento e previsão orçamentária pelo período de cinco anos. 
  • Avaliação e acompanhamento do desenvolvimento institucional: projeto de avaliação e acompanhamento das atividades acadêmicas de ensino e formas de utilização dos resultados dessas avaliações.

Você pode ler mais sobre as regras para a elaboração do PDI, clicando aqui!

Dicas para um bom Plano de Desenvolvimento Institucional

Além das obrigatoriedades que citamos acima, existem algumas boas práticas que podem auxiliar para que o seu Plano de Desenvolvimento Institucional esteja mais completo, fidedigno e bem elaborado.

Isso, consequentemente, fará com que ele tenha mais chances de ser aprovado e também de provocar um impacto real na sua Instituição de Ensino Superior.

Realize uma análise SWOT

A análise SWOT (ou, em português, FOFA) é uma técnica de planejamento estratégico que visa analisar as empresas de maneira profunda e minuciosa, levando em conta fatores internos e externos.

Seu nome vem dos quatro principais fatores que a técnica se propõe a analisar:

  • Forças (Strengths): as aptidões internas mais fortes da empresa, suas vantagens imediatas sobre a concorrência.
  • Fraquezas (Weaknesses): questões internas que interfiram ou atrapalhem o desenvolvimento do negócio.
  • Oportunidades (Opportunities): fatores externos que podem influenciar a empresa positivamente, como mudanças político-econômicas, por exemplo.
  • Ameaças (Threats): eventos externos com possibilidade de influência negativa sobre o negócio.

Levantando esses quatro pontos, você terá uma noção muito mais ampla das possibilidades e necessidades da sua IES, bem como da sua posição no mercado, sendo capaz de traçar objetivos mais realistas e compor um PDI mais completo e eficaz.

Leia mais sobre a análise SWOT e outras técnicas de gestão do conhecimento!

Pesquise sobre PDI de outras Instituições de Ensino Superior

Estar atento ao que as outras Instituições de Ensino Superior fazem é uma premissa básica para sobreviver neste mercado.

Portanto, pesquisar sobre o PDI da concorrência, analisar seus pontos fortes e fracos, sua missão e valores, seus objetivos e planejamentos, é uma estratégia fundamental.

Isso pode te ajudar não apenas a construir um documento mais completo, como também a se preparar melhor para disputar espaço neste mercado.

Mas cuidado: como já dissemos anteriormente, o PDI é um documento único que deve ser construído de acordo com a realidade de cada IES.

Você pode se inspirar e tirar insights de outras Instituições, mas deve, acima de tudo, entender a sua realidade e buscar soluções que se apliquem a ela.

Elabore um plano de ação

O Plano de Desenvolvimento Institucional deve ser elaborado de maneira coletiva, criativa e, principalmente, organizada.

Portanto, comece desde já: faça reuniões com a equipe pedagógica e discuta os problemas da IES.

Com base nessa discussão, estabeleça metas realistas e responsáveis e busque estratégias factíveis.

Não tenha medo de ouvir vozes contraditórias e colocar os assuntos para debate, pois somente a pluralidade de opiniões poderá construir um PDI completo.

Eleve a qualidade da sua Instituição e apresente um PDI mais completo com a Prova Fácil!

Através do Plano de Desenvolvimento Institucional, a sua IES deverá mostrar ao MEC uma visão moderna de educação e seus planos para chegar ao futuro oferecendo os melhores resultados.

E não é possível pensar na educação do futuro sem pensar em tecnologia.

Por isso, a Prova Fácil oferece uma série de soluções capazes de levar o planejamento da sua Instituição para um outro nível.

É o caso do Sistema de Gestão de Provas, um software moderno que ajuda no dia a dia dos professores, melhora a experiência do aluno e ainda permite um planejamento a longo prazo mais robusto e com mais perspectiva de resultados.

Isso porque o software oferece:

  • Ajuda na elaboração e aplicação das provas, poupando tempo dos docentes.
  • Correção digital e automática, agilizando a entrega dos resultados.
  • Relatórios estatísticos de análise de desempenho, com dados que ajudam a identificar os pontos fracos e fortes, gargalos de ensino e são o primeiro passo para futuras estratégias.

Com o Sistema de Gestão de Provas da Prova Fácil você oferece uma educação de mais qualidade no presente e recebe os insumos para torná-la ainda mais de excelência no futuro!

Compartilhe este conteúdo:

Posts relacionados:

Processo seletivo humanizado

Processo Seletivo Humanizado

No competitivo mercado de trabalho atual, as empresas estão constantemente buscando maneiras inovadoras de atrair e reter os melhores talentos. Uma abordagem que tem ganhado

Leia mais

Inscreva-se em nossa Newsletter

Toda semana dicas e conteúdos educativos da Prova Fácil para você!