Qual o cenário pós-pandemia para o professor?

professor pós-pandemia

Sumário

Muito se fala sobre como as escolas estão encarando a retomada das atividades presenciais no sentido de infraestrutura, como está sendo o impacto nos alunos, mas pouco se fala dos docentes: afinal de contas, o que será do professor pós-pandemia?

Apesar do vírus da COVID-19 continuar circulando entre nós, o avanço da vacinação somado a diminuição significativa dos casos e mortes nos permite dizer que vivemos na era do pós-pandemia.

Pensando no lado dos professores, um dos mais atingidos com as restrições do período pandêmico: o que muda e o que permanece com a volta da presencialidade? Será que estamos dando a devida atenção a quem sempre esteve na linha de frente da educação?

Como foi ser professor durante a pandemia 

A pandemia de COVID-19 não foi um período fácil para ninguém.

Quanto aos professores, somaram-se ao excesso de trabalho e a baixa valorização, outras preocupações, por exemplo:

  • Dificuldade em lidar com as novas tecnologias.
  • Maior incerteza financeira.
  • Preocupação com defasagens no aprendizado dos alunos.

Segundo pesquisa do Instituto Nova Escola, 28% dos professores afirmaram estar com a saúde mental ruim ou péssima durante a pandemia, e isso se deve em grande parte a este acúmulo de preocupações.

Principais mudanças durante esse período 

Algumas mudanças que ocorreram durante o período pandêmico e que contribuíram para o maior desgaste dos professores foram:

Maior utilização de recursos tecnológicos

Se houve uma grande responsável pelo fato das atividades escolares não terem parado no período pandêmico, esta responde pelo nome de tecnologia.

A necessidade obrigou as escolas a adotarem o ensino a distância, investindo em novas ferramentas tecnológicas e capacitando professores.

Isso vinha de encontro com o movimento de transformação tecnológica, que já era uma realidade nas escolas, mas acontecia de maneira lenta. A pandemia obrigou as Instituições a acelerar este processo na marra.

Pelo lado positivo, isso trouxe inovações e investimentos (tanto financeiros quanto de conhecimento) que não se perderão com o retorno total da presencialidade.

Por outro lado, porém, também trouxe um desgaste extra aos professores que ainda não estavam acostumados com a tecnologia.

Necessidade de se utilizar outras metodologias 

Além de aprender a lidar com as novas ferramentas, o professor também precisou exercitar sua criatividade à medida que o período remoto foi se estendendo.

Os trabalhos passaram a ser feitos com coisas que os alunos poderiam encontrar em casa, enquanto os métodos e critérios de avaliação também precisaram ser revistos.

Além disso, elementos como vídeos do Youtube, músicas e filmes tornaram-se ainda mais presentes, servindo de apoio para os professores capturarem a atenção e motivarem os estudantes em um período tão difícil.

De 2022 em diante: O professor pós-pandemia 

Em muitos sentidos, o pós-pandemia se desenha como um momento de alívio e retorno à normalidade, sobretudo com o fim definitivo do isolamento, do medo e a retomada das atividades presenciais.

Porém, apesar disso, muitas coisas na rotina do professor pós-pandemia nunca mais serão as mesmas.

Continuidade do trabalho com tecnologia 

Sem dúvidas, o maior legado desse período tão difícil será a continuidade da tecnologia como parte ativa do processo pedagógico.

Agora que os professores já estão mais acostumados com as ferramentas e os recursos do universo digital, eles devem ser incorporados ao dia a dia da presencialidade.

Essa incorporação pode vir através de:

  • Dispositivos eletrônicos, como celulares, tablets e smartphones, servindo como ferramenta de ensino dentro da sala de aula.
  • Canais virtuais, como chats e fóruns na internet, sendo usados para que os professores conversem com os alunos fora do horário das aulas.
  • Recursos multimídia, como filmes, músicas e vídeos no YouTube, sendo usados dentro da sala de aula.
  • Metodologias modernas, como a gamificação, ajudando a motivar e engajar os alunos.

Leia mais sobre a tecnologia na realidade da Educação 5.0!

Autocuidado e Saúde Mental do Professor

A preocupação com a saúde mental do professor pós-pandemia também é um tema que precisa estar na pauta das escolas.

Como dissemos, a rotina do professor já é desgastante por si só e a pandemia somente agravou a situação. Desta forma, as cicatrizes deste agravamento devem permanecer visíveis por algum tempo.

Portanto, cabe à escola oferecer suporte, conversar com os docentes, adotar uma postura de parceria e aconselhá-los a procurar ajuda psicológica quando necessário.

Entenda melhor como a escola pode cuidar da saúde mental dos professores!

Lidar com questões mais sensíveis dos alunos – ao menos no início 

Se os professores trazem cicatrizes profundas do período pandêmico, os alunos não são diferentes.

Muitos ficaram mais ansiosos durante o tempo que ficaram em casa, outros desenvolveram problemas psicológicos, enquanto muitos ainda precisam lidar com o luto pela perda de parentes vítimas do Coronavírus.

Por esses motivos, é importante que (pelo menos durante esses primeiros meses) os professores e demais funcionários estejam atentos ao comportamento dos alunos, conversem com eles e ofereçam o suporte emocional necessário.

Alguns dos problemas que os professores mais têm observado em jovens e que merecem atenção especial da escola são:

  • Desvios de atenção
  • Hiperatividade
  • Introspecção
  • Fobia social

Trabalhar em cima do retrocesso dos índices educacionais 

Os índices revelam que a defasagem educacional deixada pela pandemia é grande, sendo papel da escola juntamente com os professores trabalhar para reverter este quadro.

Segundo dados do sistema SAEB, principal ferramenta de avaliação da Educação Básica no Brasil, divulgados em abril de 2021:

  • O desempenho dos alunos dos primeiros anos do Ensino Fundamental na disciplina de Matemática regrediu 46 pontos.
  • O desempenho dos alunos dos últimos anos do Ensino Fundamental na disciplina de Matemática caiu 14 pontos.
  • O desempenho dos alunos do Ensino Médio em Língua Portuguesa caiu 18 pontos.

É preciso analisar os gargalos específicos de cada escola, turma e aluno, além de traçar um plano estratégico de como enfrentar a situação.

Descubra como o uso de dados pode te ajudar a traçar as melhores estratégias para a sua escola!

Mudança de percepção social 

Mesmo com tantas dificuldades, sabemos que nenhuma delas é maior do que a que enfrentamos nos primeiros meses da pandemia.

Ali, nos víamos perdidos, com medo e precisando lidar com uma série de coisas que sequer compreendíamos direito.

Mesmo assim, graças principalmente à coragem e dedicação dos professores, a educação não parou. Novos métodos foram desenvolvidos, profissionais foram se atualizando e conseguimos manter a roda do ensino girando.

Agora, olhando para a realidade do professor pós-pandemia, é importante que as escolas lembrem que foram eles quem estiveram na linha de frente este tempo todo, garantindo que a educação continuasse avançando.

Esse reconhecimento deve vir acompanhado de mais valorização da classe e da concretização de melhores condições de trabalho, especialmente no setor público, mas também nas escolas privadas.

Enfrente o pós-pandemia com o E-book da Prova Fácil

Como você já deve ter percebido, o professor pós-pandemia encontrará uma série de desafios a superar, mas também contará com diversos recursos novos à sua disposição e novos olhares se abrindo sobre a educação.

Para conseguir equacionar todas essas coisas, você pode baixar o nosso E-book “Manual da Educação Pós-Pandemia”! 

Com ele você entenderá melhor o cenário atual e o seu papel nele, através de uma visão empática e que se coloca no lugar dos professores.

Essa visão é fruto de mais de 10 anos de trabalho desenvolvido pela Prova Fácil, que se especializou no processo de gestão de avaliações, justamente por entender o lado do professor e buscar facilitá-lo através das soluções tecnológicas mais modernas do mercado.

Confira as nossas dicas e esteja pronto para enfrentar todos os desafios que a educação do futuro te reserva!

Compartilhe este conteúdo:

Posts relacionados:

Processo seletivo humanizado

Processo Seletivo Humanizado

No competitivo mercado de trabalho atual, as empresas estão constantemente buscando maneiras inovadoras de atrair e reter os melhores talentos. Uma abordagem que tem ganhado

Leia mais

Inscreva-se em nossa Newsletter

Toda semana dicas e conteúdos educativos da Prova Fácil para você!